Até aqui nos ajudou o Senhor

Mesmo com a PEC das Benesses reprovação do governo continua a crescer

05/08/2022

Nem mesmo a previsão do pagamento da PEC das Benesses nesse mês, parece conseguir melhorar a imagem do presidente. Nova pesquisa PoderData mostra que a taxa de reprovação do governo do presidente subiu 5 pontos percentuais em dois meses. Hoje, segundo os dados, 57% da população reprovam e 39% aprovam a gestão do mandatário. Em relação à última pesquisa divulgada , realizada entre 17 e 19 de julho, os números variaram dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. À época, a aprovação estava em 41% e a desaprovação em 55%. Para realizar o levantamento, o PoderData ouviu 3.500 pessoas por celular e telefone fixo em 322 municípios nas 27 unidades da Federação, entre os dias 31 de julho e 2 de agosto. A margem de erro é 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. O registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é BR-08398/2022. A distribuição dos números seguem a mesma sequência da pesquisa anterior.

· Entre as mulheres , 61% desaprovam o governo;

· Em relação a grau de escolaridade , a aprovação é mais baixa (36%) entre quem cursou só até o ensino fundamental;

· No recorte regional , os moradores do Centro-Oeste são os que mais aprovam a gestão de Bolsonaro (57%); o Nordeste tem a taxa de aprovação mais baixa, de 28%.

A aprovação do governo voltou a melhorar entre os evangélicos. Desde a última rodada, a taxa cresceu 12 pontos percentuais. Antes com 49%, agora está em 61% os que apoiam o governo dentro desse grupo. São 33% os que desaprovam a gestão, contra 46% da rodada anterior. Já entre os católicos, a desaprovação oscilou de 60% para 63%. Os que aprovam, passaram de 36% para 34%.