Minas Gerais sem carnaval, municípios estão cancelando a festa

26/01/2022

No início de dezembro, poucos municípios da região haviam tomado a decisão da não realização do carnaval de 2022. Rio Novo, Matias Barbosa, Santos Dumont, São João Nepomuceno, Mar de Espanha, Bicas e Pequeri. Contudo, após a nova onda de casos de coronavírus, essa lista tem crescido. Ainda em dezembro a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) comunicou o cancelamento do carnaval de 2022. Essa semana. o município de Muriaé também optou por cancelar as festividades carnavalescas, a Prefeitura de Rio Pomba publicou o decreto 2.567 proibindo a realização de eventos privados e públicos durante o carnaval 2022, no último fim de semana entre as cidades que ainda aguardavam para decidir Guarani também optou pelo cancelamento, o prefeito Fernando Bellotti (PTB) cancelou o evento pelos mesmos motivos. "Infelizmente, nossa cidade está tendo uma nova onda de (casos) Covid-19. Graças a Deus não tem ninguém hospitalizado, mas está muito temerária (a situação). Em Barbacena após ouvir a comunidade científica definiu-se que a cidade apresenta um quadro de aumento da contaminação pela doença, o que poderia comprometer todos os avanços no combate à pandemia no município, por isso também cancelou o evento. A Prefeitura de Ubá, além de cancelar o carnaval 2022, informou que não apoiará os blocos e a realização de desfiles na cidade. "Diante das incertezas geradas pelo grau de imprevisibilidade da Covid-19, que não permite ao Poder Público conceder, em tempo hábil, planejamento e organização de um grande evento de rua, qualquer garantia de sua realização, e tendo em vista ainda o cancelamento do carnaval em diversos municípios com fortes tradições carnavalescas, a Prefeitura de Ubá optou por cancelar a realização do carnaval 2022. Na segunda-feira (24) um grupo de prefeitos se reuniu para discutir e cancelar a realização das festividades de carnaval em suas respectivas cidades na região. Entre elas estão Carangola, Faria Lemos, Tombos, São Francisco do Glória, Vieiras, Eugenópolis, Pedra Dourada, Antônio Prado de Minas, Rosário da Limeira e Santana de Manhuaçu. De acordo com o prefeito Silas Vieira de Carangola, a união dos municípios é importante para evitar ainda mais a proliferação do vírus nas cidades de região. "Nossa população precisa se conscientizar de que o momento não é para festas. Temos que apertar o cerco no combate ao vírus e nossa preocupação é realizar um trabalho em conjunto entre todas as Prefeituras da região, visando unicamente a proteção da nossa população". Leia mais sobre o assunto clique Aqui