Até aqui nos ajudou o Senhor

Gaz de cozinha deixa de ser subsidiado, mas governo aposta em redução de preço

30/08/2019

Governo põe fim ao subsídio na venda de gás de cozinha que vinha sendo aplicado pela pela Petrobras desde 2005. Com esta medida segundo os técnicos do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), as concorrentes irão se mobilizar para importar o GPL, eles esperam que os demais sigam o exemplo da Copagaz, que passou a importar diretamente da Bolívia para atender o Mato Grosso. De acordo com o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) "Esse movimento ao longo dos próximos seis meses levará a uma redução de preço para o consumidor final", também segundo o ministro a fórmula anterior, com o subsídio, era inócua porque a baixa renda já não se beneficiava da diferença de preços, pagando preços similares ao da indústria. De acordo com as estimativas, com a entrada de novos competidores, o preço do gás de cozinha deve cair de R$ 23 na refinaria para cerca de R$ 16. Vamos aguardar para ver se sem os subsídios, empresas vão se interessar em comercializar o produto, porque se isso não ocorrer, será mais um tiro no pé e o botijão de 13 Kg vai ter seus preços alterados ao invés de baixa. Esperamos que a medida funcione de acordo com os planos da equipe do ministro de Minas e Energia