Até aqui nos ajudou o Senhor

Projeto pode acabar com reservas indígenas 

04/10/2019

O governo federal pretende apresentar ainda este mês, o projeto que vai liberar atividades exploratórias em terras indígenas. O projeto já está na Casa Civil afirmou o ministro Bento Albuquerque de Minas e Energia. O projeto pretende liberar a mineração e buscará (facilitará) a legalização dos garimpos ilegais. Em julho, a pasta de Minas e Energia já havia anunciado a criação de um grupo de trabalho com o objetivo de discutir e estudar a possibilidade de simplificação do regime de outorga de lavra garimpeira. Existe uma clara intenção de diminuir os direitos dos índios sobre suas terras e de abrir um espaço enorme para grandes exploradores. Caso o projeto seja aprovado, o certo será que a exploração invadira primeiro e solicitara outorga depois. A pressão dos garimpeiros está trazendo resultados. De ameças de morte a fiscais do Ibama e do ICMBio, a pressão sobre os representantes no congresso, parece que os resultados começam a aparecer, caso aprovado este projeto vai decretar o fim de muitas reservas indígenas. Sobre o interesse internacional na amazônia o presidente disparou "o interesse na Amazônia não é no índio nem na po**a da árvore, é no minério". A afirmação ocorreu em discurso a garimpeiros de Serra Pelada (PA) em frente ao Palácio do Planalto, após Bolsonaro receber representantes do grupo. Onde prometeu "Se tiver amparo legal, eu boto as Forças Armadas lá. Se tiver amparo legal, não vou prometer para vocês o que não posso fazer. Se tiver amparo legal, eu boto as Forças Armadas lá, a gente resolve esse problema aí", o presidente também disse que iria apresentar um vídeo para justificar suas ideias. Vamos aguardar. Estima-se que Atualmente, mais de 15 mil garimpeiros ilegais exploram ouro na maior terra indígena brasileira. O ouro se tornou em 2019 o segundo maior produto de exportação de Roraima sem que o Estado tenha uma única mina operando legalmente, segundo reportagem da BBC Brasil. Dário Kopenawa, filho do líder histórico yanomami David Kopenawa pede incansavelmente a retirada imediata dos garimpeiros ilegais "mas como o governo Bolsonaro é a favor [da exploração] isso dificulta muito. E só o governo que pode fazer essa desintrusão", avalia.