Até aqui nos ajudou o Senhor

Justiça de Sergipe da prazo de 48 horas para o governo agir em relação a macha de óleo

13/10/2019

Vem aí, mais um capítulo da série "quem manda aqui sou eu". Isso porque o juiz da Justiça Federal de Sergipe, Fábio Cordeiro de Lima, que acolheu o pedido do Ministério Público Federal de Sergipe (MPF-SE), deu um prazo de 48 horas para que os órgãos públicos tomem as devidas providências, sob pena de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento. a Justiça determinou neste sábado (12) que a União e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) implantem barreiras de proteção nos rios São Francisco, Japaratuba, Sergipe, Vaza Barris e Real, "com o consequente monitoramento", para que manchas de óleo que começaram a aparecer nas praias da Grande Recife e não se espalhem pela região. Na sua fundamentação o Juiz diz "O Governo Federal está sendo, absolutamente omisso, porque nós não estamos, sequer, até agora, discutindo medidas de proteção, que já existem, já se sabe quais são. Simplesmente não se dá o mínimo passo nessa direção. Isso não é apenas um descompromisso com o Meio Ambiente, isso é uma total falta de respeito com a sociedade sergipana, brasileira e até de todo o planeta. Afinal de contas, são impactos não controlados e que precisam um tratamento adequado", argumentou o MPF. O que o governo se preocupa nestas situações e procurar culpados. Neste episódio em especial quer culpar a Venezuela, sem apresentar provas, de que seja responsável pelo petróleo cru que toma conta das praias do Nordeste. Nestes casos em especial primeiro é necessário cuidar dos efeitos, para depois punir as causas. Isso é a lógica de um governo sério.Minimiza os efeitos e depois busca as causas e punir os causadores. Como diz nosso presidente Ponto Final.