Até aqui nos ajudou o Senhor

Ex-deputado mineiro Marcus Pestana, se diz preocupado com os rumos do país.

29/08/2019
Foto Divulgação/Jair Amaral-EM-D.A Press
Foto Divulgação/Jair Amaral-EM-D.A Press

O ex-deputado mineiro Marcus Pestana, abriu mão de assumir a cadeira no congresso deixada pelo atual deputado Bilac Pinto. Bilac aceitou a nomeação do governador de Minas Gerais Romeu Zema e vai ocupar o cargo de Secretário de Estado de Governo, como primeiro suplente Pestana seria seu sucessor e voltaria ao congresso. Marcus Pestana, justificou sua decisão como "um momento de reavaliação de trajetória". Segundo Pestana mesmo com o insucesso nas últimas eleições que o deixou fora do congresso, ele alcançou 72 mil votos, 19 dos deputados com mandato, tiveram uma votação bem menos expressiva, e só legislam em função das regras do sistema eleitoral. Pestana retrata este momento desta forma "Muitas questões de natureza política, pessoal e familiar motivaram esta decisão muito serena e madura. Nos últimos 15 dias, fui amadurecendo esta posição. Eu já sabia, mais ou menos, desta possibilidade. Eu me encontro em um processo de reavaliação da minha trajetória, muito perplexo e preocupado com os rumos do país." Ele faz questão de garantir que sua negativa não é um gesto anti-político. Nestes oito meses em que ficou fora do congresso, Pestana reconstruiu sua vida profissional (uma carreira de sucesso) tendo , assumido uma série de contratos com a iniciativa privada, e segue muito bem. O segundo suplente no quadro sucessório é o ex-deputado estadual Fabiano Tolentino. que teve sua posse oficializada, conforme Tolentino, Pestana o comunicou de sua decisão de não assumir a vaga, em ligação na manhã desta terça. "Fiquei muito agradecido e aceitei de bom grado. Agora, é partir para a missão", afirma.