Até aqui nos ajudou o Senhor

Mais um Nobel da Paz para o continente africano confiança e tudo...

12/10/2019

Na manhã de ontem (11) o mundo conheceu o nome Nobel da Paz 2019, trata-se do primeiro-ministro da Etiópia Abiy Ahmed Ali. Ali recebeu a merecida premiação pelos seus esforços em alcançar a paz e cooperação internacional e por fim aos conflitos na fronteira Etiópia e Eritreia. em particular, por sua iniciativa de resolver conflitos na fronteira com a Eritreia. Etiópia e Eritreia são inimigos de longa data, tendo travado uma guerra na fronteira entre 1998 e 2000 e restaurado as relações apenas em julho de 2018, após décadas de hostilidade. Com o prêmio concedido ao governante etíope, de 43 anos, são reconhecidos "todos os atores que trabalham a favor da paz e da reconciliação na Etiópia e nas regiões do leste e do nordeste da África", afirmou o Comitê. Há um ano e meio quando Abiy foi nomeado primeiro-ministro, praticamente todos os tuk tuk, na cidade tinham seu rosto estampado, em razão da confiança dos etíopes em Abiy. Em 2019 boa parte de suas promessas se traduziram em realidades, entre elas o fim de quase 20 anos de guerra. Os prêmios serão entregues no dia 10 de dezembro, aniversário da morte de seu fundador, Alfred Nobel, em uma cerimônia na Sala de Concertos de Estocolmo. O Nobel da Paz será entregue na Câmara Municipal de Oslo, o único fora da Suécia, por desejo de Nobel, já que a Noruega fazia parte do Reino da Suécia na sua época.