Até aqui nos ajudou o Senhor

Policia Militar de Minas Gerais, eficiência!

05/12/2019
Foto Divulgação/Arquivo Paulo Inácio
Foto Divulgação/Arquivo Paulo Inácio

Quando elogiamos a Polícia Militar de Minas Gerais, não queremos denegrir a imagem de nenhum outro estado, apenas ressaltar o bom trabalho desenvolvido pelos militares do estado. Na noite de segunda-feira (2) o vice-prefeito da cidade e São João Nepomuceno Sebastião Barbosa 66 anos, teve sua residência invadida por três homens com idades de 37, 54 e 57 anos. No momento da ocorrência estavam com ele sua irmão de 70 anos e seu sobrinho de 49. De acordo com o registro da ocorrência o sobrinho do político foi o primeiro a ser rendido pelos delinquentes, ao perceber passos na varanda da casa, quando foi verificar do que se tratava foi surpreendido por um homem armado com um revólver e usando toca ninja, que o rendeu e o amarrou, antes de ser amordaçado foi indagado pelo tio, informando que estaria em seu quarto. A irmã do vice-prefeito foi a segunda a ser feita refém e também foi amordaçada e amarrada pelos bandidos. Depois de certificar que não havia mais ninguém na residência, os três se dirigiram ao quarto onde se encontrava Sebastião Barbosa e já entraram aos gritos de "perdeu, perdeu. Não fala nada senão leva um tiro". Durante todo o tempo eles perguntavam pelo cofre, onde acreditavam haver grande quantia em dinheiro.de acordo com o político, ao abrir, como não tinha nada, ficaram cerca de uma hora vasculhando a casa, Jogando tudo no chão. Eles fugiram levando um violão, um contrabaixo, um celular, uma corrente de prata com aproximadamente 40 gramas, cerca de R$ 730 em dinheiro, diversas jóias e perfumes importados. Minutos depois a saída do trio, Sebastião se desvencilhou das amarras e soltou a irmã e o sobrinho. Uma vizinha acionou a Polícia e um cerco foi montado. Daí uma série de ocorrências inicialmente sem nenhuma ligação ocorreram, que levou a prisão dos suspeitos e a recuperação dos pertences. Uma denúncia deu conta que um homem de aproximadamente 54 anos, havia abandonado um veículo, no Bairro Barbosa Lage em Juiz de Fora e embarcado rapidamente em um outro com dois indivíduos. Com o numero da placa do veículo em mãos os militares verificaram pelo centro de operações da corporação, que o carro era produto de um roubo em 2018 e havia sido usado em uma ocorrência no mês passado na cidade de Chacara. Quando a guarnição foi acionada para auxiliar nas buscas em SJN, em deslocamento pelo acesso Norte no entroncamento da BR 040 com a rodovia AMG 3085, a viatura deparou como veículo dos suspeitos. O condutor não obedeceu a ordem de parada, fugindo em alta velocidade. Em determinado momento da perseguição os suspeitos abandonaram o veículo e fugiram a pé. No interior os militares encontraram vários itens, um violão, um contrabaixo, uma bolsa com perfumes e outra com R$ 39,20, um pé de cabra, uma ponteira, duas blusas de moletom, uma blusa de couro preta e um boné de cor verde. Alguns dos materiais foram reconhecidas pelo vice-prefeito e pelas outras vítimas como sendo deles. Alguns minutos depois, outra denúncia informou que o suspeito havia chegado em sua casa em companhia de dois outros. Momentos depois estes dois saíram em outro veículo que logo foi interceptado pela PM, inicialmente os suspeitos negaram a participação no crime, mas uma busca mostrou no interior do veículo um relógio, um par de brincos, um colar, dois anéis e R$ 710 em dinheiro. As joias também foram reconhecidas pelas vítimas. Os dois levaram os militares até a casa do homem de 54 anos onde se encontrava o terceiro suspeito que tentou inutilmente fugir. Na residência os policiais encontraram e apreenderam munições e estojos de calibre 12. Rádios-comunicadores, celulares, roupas, colares, relógio e R$ 1 mil. A PM acredita que os materiais possam também ter relação com o assalto em São João Nepomuceno. O trio foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos. A Polícia Militar reforça o valor da denúncia. Em menos de 48 horas uma quadrilha foi desmontada, crime de roubo foi resolvido, os produtos voltaram a seus donos e os assaltantes conduzidos a Polícia Civil.