Até aqui nos ajudou o Senhor

10 anos de espera e Paraty e Ilha Grande são agora o primeiro Patrimônio Mundial Misto da America Latina

06/07/2019

O Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), durante reunião em Baku, no Azerbaijão, depois de avaliar 28 pedidos de sítios mundiais, anunciou às 09h27 horário de Brasília o reconhecimento de Paraty e Ilha Grande, no litoral da Costa verde como Patrimônio Mundial. 22 outros bens brasileiros já fazem parte deste acervo mundial, mas, este é o primeiro sítio misto, reconhecido por sua cultura e pela sua natureza. 

Com cerca de 85% da cobertura vegetal nativa bem conservada, a área forma o segundo maior remanescente florestal do bioma Mata Atlântica. Além da sua extensão, as diferentes fisionomias vegetais permitem a ocorrência de uma fauna e flora incomparáveis, com diversas espécies raras e endêmicas. Esta é a terceira vez que a cidade concorre a última foi em 2009. Foram 10 anos de espera pelo título, mas o reconhecimento finalmente chegou. O centro histórico se cerca de quatro áreas de conservação ambiental, que abrangem o Parque Nacional da Serra da Bocaina, o Parque Estadual da Ilha Grande, a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu, um território de quase 149 mil hectares. Já a Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis, são mais de 187 ilhas em um território preservado. A área abriga um sistema de comunidades tradicionais que misturam cultura e biodiversidade. A Unesco leva em conta nesta escolha o que representa o sítio. Os Sítios do Patrimônio Mundial Natural protegem áreas consideradas excepcionais do ponto de vista da diversidade biológica e da paisagem. A proteção ao ambiente, o respeito à diversidade cultural e às populações tradicionais são objeto de atenção especial. Os Sítios geram, além de benefícios à natureza, uma importante fonte de renda oriunda do desenvolvimento do ecoturismo. Só para lembrar, e nesta área que fica a reserva que o presidente queria por fim. A candidatura envolveu o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em conjunto com o Ministério da Cultura, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - Inepac, além das prefeituras de Angra dos Reis e de Paraty. Parabéns a todos.