Até aqui nos ajudou o Senhor

Investigações das causas do incêndio do hospital Badim segue adiante

14/09/2019
Foto Divulgação/
Foto Divulgação/
Arquivo Internet
Arquivo Internet

A direção do Hospital Badim, na Zona Norte do Rio de Janeiro confirmou 11 mortes durante o incêndio na unidade. De acordo os corpos trazidos ao IML de São Cristóvão, já foram identificados por exames de papiloscopia. As mortes de acordo com exames periciais preliminares foram provocadas por asfixia e desligamento de equipamentos de suporte a vida. Segundo informações de familiares de pacientes teria acontecido o pico de luz. A Light companhia de energia da cidade informa que não houve registro de interrupção ou oscilação na rede elétrica da empresa antes do incêndio. O que leva a crer que houve um curo circuito na unidade. A perícia técnica do Instituto de Criminalista Carlos Éboli começou por volta das 8h de ontem (13) e ainda não tem previsão para acabar. Até o momento, os agentes apreenderam aparelhos de armazenamento do circuito interno de câmeras. "A perícia ainda está em andamento. Analisando as imagens vamos poder confirmar se houve realmente o pico de luz ou não, e depois temos que ver tecnicamente se isso pode ter causado algum curto. Vamos verificar se há imagens da existência do fogo e da propagação. Só com a prova técnica do perito e com as filmagens, que nós vamos ver o que aconteceu", explicou o delegado Roberto Ramos. No subsolo do hospital havia um equipamento de raio X que embora tenha ficado em local alagado por conta da água usado no combate as chamas não apresentou possibilidade de vazamento de material radioativo. Na ocasião do incidente a unidade particular, contava com 103 pessoas internadas. Cerca de 90 foram transferidas para diversos hospitais públicos e particulares da região; confira alguns deles:

. Hospital Israelita Albert Sabin (Maracanã)

. Hospital São Vicente de Paula (Tijuca)

. Hospital Municipal Souza Aguiar (Centro)

. Hospital Copa D'Or (Copacabana) - 6 pacientes

. Hospital Quinta D'Or (São Cristóvão) - 52 pacientes

. Hospital Norte D'Or (Cascadura) - 5 pacientes

. Hospital Caxias D'Or (Duque de Caxias) - 15 pacientes

. Hospital Rios D'Or (Jacarepaguá) - 1 paciente

As investigações seguem para definir as causas e punir os culpados.