Até aqui nos ajudou o Senhor

Família da menina Agatha recusa ajuda financeira para enterro

25/09/2019
Foto Divulgação/Arquivo Internet
Foto Divulgação/Arquivo Internet

Nesta terça (24), organizações brasileiras realizaram um discurso contra a política de segurança do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. Segundo os militantes, "Os alvos são sempre os mesmos: negros jovens e pobres que vivem nas favelas da cidade", diz o texto que será lido. Em seu pronunciamento a população em momento algum o governador se mostrou constrangido com o assassinato da menina, pelo contrário legitimou a ação policial. O governo através da secretaria estadual de Vitimização se ofereceu para pagar o velório da criança. Entretanto a família da menina recusou receber qualquer ajuda. "Não queremos ajuda do governo", disse Danilo Félix, tio da garota. O enterro foi realizado com recursos da família e do jornal Voz das Comunidades. Causando grande comoção que continua até hoje.