Até aqui nos ajudou o Senhor

Entre o publico e o privado

29/07/2019
Foto Divulgação/Arquivo Revista Forum
Foto Divulgação/Arquivo Revista Forum

Para não ficar parecendo um jornal de oposição, daqueles que torcem que as coisas deem errado, nossa redação tinha resolvido não pautar o escândalo dos parentes do presidente passeando em helicóptero da FAB para o casamento do 02 no Rio de Janeiro. Questionado sobre este procedimento o presidente se defendeu "Eu fui no casamento do meu filho. A minha família que tinha vindo do Vale do Ribeira estava comigo. Eu vou negar o helicóptero e mandar ir de carro? Não gastei nada além do que já ia gastar", disse Bolsonaro a jornalistas, insinuando que tinha direito a dois helicópteros. Entretanto nas imagens postadas pelos parentes não se via o presidente. Que se defendeu chamando de idiota a pergunta sobre a carona. Quando a gente pensa que não pode piorar, aconteceu novamente...Uma pretensa agenda oficial em Goias, serviu para um tour na cidade com familiares, visitar amigos junto com o irmão e, mais tarde, ir à formatura do sobrinho. Os deslocamentos foram feitos em helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB). Chegou à cidade por volta das 11h20 e partiu direto para um churrasco na fazenda do cantor Amado Batista, que o apoia desde as eleições, ao lado do irmão, Renato Antonio Bolsonaro. Bolsonaro aparece descontraído em uma roda de violão na fazenda do cantor. Uma agenda bem oficial. Ao balançar a bandeira da austeridade de um governo sério, esperava-se um tratamento diferente da coisa pública, esperava-se que separasse o público do privado. Aí certamente a resposta será, vocês estão com saudades dos governos passados,