Até aqui nos ajudou o Senhor

De luva de pelica...

22/08/2019
Foto Divulgação/Montagem da Internet
Foto Divulgação/Montagem da Internet

O candidato da esquerda e favorito nas eleições da Argentina Alberto Fernández, afirmou nesta terça (20) que não vai responder as declarações do presidente Bolsonaro, que é preciso preservar a relação entre os dois países. "Eu cometi um erro que foi entrar no debate que o presidente Bolsonaro propôs. Cometi um erro porque eu nunca deveria havê-lo respondido", disse Fernández, e disse mais "O Bolsonaro merece o respeito de alguém que foi eleito pelo seu povo. Se ele não me trata da mesma forma, não importa" O candidato concordou com uma entrevistadora que afirmou que ele e Bolsonaro não concordam em muitos temas, mas disse que a relação entre os dois não será de simpatia, mas de interesses dos países e da região. Fernández afirmou também que a prisão do ex-presidente Lula é uma arbitrariedade. "Minha solidariedade é absoluta", disse. A coligação "Frente de Todos", de Fernández, tem como candidata a vice a ex-presidente Cristina Kirchner. O primeiro turno está marcado para o dia 27 de outubro, mas as primárias são vistas como uma pesquisa. Pelas regras eleitorais do país, se um candidato conseguir 45% dos votos na primeira rodada, ele estará eleito.Fernandez saiu vitorioso com 48% dos votos. Tendo assim praticamente garantida sua vitória nas eleições de outubro