Testes da Butanvac atingem sucesso acima do esperado

09/02/2022

O Instituto Butantan concluiu a primeira etapa dos ensaios clínicos da Butanvac, e afirmou que os resultados preliminares de segurança são "positivos". Os dados serão encaminhados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No entanto, só com a autorização da agência que as fases 2 e 3 do estudo clínico poderão ser iniciadas. A pesquisa do Butantan foi feita nas cidades de Ribeirão Preto e Piracicaba, em São Paulo, e Guaxupé, São Sebastião do Paraíso e Itamogi, em Minas Gerais. Ao todo, foram 327 voluntários participantes, entre homens e mulheres, que não haviam recebido imunizantes contra a Covid-19 no início do estudo, em julho de 2021. Inicialmente, os participantes receberam a Butanvac e um placebo, para avaliar a segurança da vacina. Mas conforme os meses se passaram, os participantes não receberam mais o placebo, e sim a Coronavac nas datas que deveriam tomar a vacina. A Anvisa autorizou a troca em agosto de 2021 para que os voluntários do estudo clínico não ficassem desprotegidos contra a Covid-19, época em que já eram aplicadas a primeira e a segunda dose da vacina. Como agora a vacinação já está muito mais avançada, nas fases seguintes, entretanto, os voluntários já estarão vacinados e a Butanvac será testada como dose de reforço. Os dados estão sendo computados, e serão encaminhados à agência. Segundo o Butantan, as informações colhidas até agora "ajudaram a definir a dose que será utilizada nas próximas etapas". O instituto ainda ressalta que "todas as dosagens utilizadas nessa etapa apresentaram um bom perfil de segurança".

Fonte. Assecom Butantan